Como Funciona o Consórcio de Moto

O consórcio de moto funciona da seguinte maneira: Após a empresa administradora determinar que o número de participantes seja suficiente para a formação de um grupo de consorciados, os mesmos deverão pagar mensalmente prestações, que são correspondentes à formação do fundo comum para a aquisição do veículo.

A cada mês um participante do grupo (em alguns casos mais de um) é sorteado, sendo contemplado com a carta de crédito, que nada mais é do que o valor integral para a compra da moto, à vista.

No entanto, mesmo o (s) consorciado (s) contemplado (s) deverá (ão) prosseguir efetuando o pagamento das parcelas mensais, até que todos os participantes do grupo consigam a sua moto.

O gerenciamento dos pagamentos das parcelas e dos sorteios e lances são feitos pela empresa administradora. Já que fiscaliza o sistema de consórcio e ad administradoras é o Banco Central do Brasil.

Como participar de um consórcio de moto?

Há duas formas de um (a) interessado (a) integrar um consórcio de moto, sendo uma delas, adentrando em um grupo ainda em formação, ou através da contratação da cota de um grupo já estabelecido.

Os grupos em formação são aqueles que, como o próprio nome sugere, ainda não foram fechados e não estão ativos.

As administradoras ainda estão reunindo pessoas para integrar o grupo, sendo assim, a contemplação de seus membros passa a acontecer após um prazo pré-estabelecido.

Já os grupos já formados são aqueles que já estão operando.

Neste caso, é possível conseguir dois tipos de cotas:

A cota vaga (que ainda não foi adquirida, disponível junto à administradora) e cota de transferência (aquisição direta do atual consorciado, passando assim a assumir as obrigações e direitos do contrato).

Quanto tempo dura os consórcios de moto?

O tempo de duração dos consórcios de motos é o período firmado pelo grupo junto a administradora, para que se junte o valor total do crédito contratado.

Geralmente o tempo de duração de um consórcio de moto é de até 60 meses.

Parcelas

As parcelas mensais correspondem à soma do valor do crédito da aquisição do produto, dividido pelo tempo de pagamento mais a taxa de administração.

Além disso, pode ser adicionado a estes valores o fundo de reserva e de seguro, mas apenas se forem existentes ou contratados, respectivamente.

As parcelas de um consórcio de moto não contam com cobrança de juros.


Como funciona a contemplação da carta de crédito do consórcio de moto?

A contemplação pode ocorrer tanto por sorteio (que ocorre todos os meses, em transmissão ao vivo pela internet) quanto através de lances, que nada mais é do que ofertas feitas pelos participantes.

O maior lance é o ganhador da carta de crédito.

Como fazer uso da carta de crédito

Para fazer uso da carta de crédito, o consorciado contemplado deverá apresentar ao seu grupo algumas garantias que se encontram indicadas na contratação do serviço.

Somente assim, o contemplado poderá escolher o momento e de quem comprar a sua moto, que pode ser nova ou usada.

No entanto, é preciso comunicar à administradora a sua opção de aquisição.

Outra possibilidade é o uso deste crédito para quitar um financiamento.

Agora que você já sabe tudo sobre o consórcio de moto, que tal investir neste negócio?

Comentários

Comentários